Pernambuco Nação Cultural

Texto


Avançada

Orgulho de ser Timbaubense

Eu sou filho do nordeste
E por mais que gire o mundo
Meu peito cabra da peste
Não esquece um só segundo
Do forró de pé de serra
Do cheiro da minha terra
Da canjica, o munguzá
E do beijo da morena
Linda flor de açucena
Que só existe por lá!

Eu sou da terra da cana
Do terreno mais fecundo
Da mata pernambucana
Que açucarou o mundo
E por mais que bata esteiras
Pelas terras estrangeiras,
Sempre hei de ser um fruto
Que pedrada não derruba:
Sou fruto de Timbaúba,
Com orgulho: eu sou matuto!

Buenos Aires, 07/01/2014

Baixar em formato PDF

Versão para impressão

O que achou deste texto?

Gostei

0 recomendações
249 acessos

Neste espaço não serão permitidos comentários que contenham palavras de baixo calão, publicidade, calúnia, injúria, difamação ou qualquer conduta que possa ser considerada criminosa. A equipe do portal Pernambuco Nação Cultural reserva-se o direito de apagar as mensagens.









Esse conteúdo foi criado e postado por:

Jessé Costa

Autorizado por:
Tear Audiovisual

em 14.02.2017 às 17h09


Tags

matuto, timbaúba, timbaubense

Direitos autorais:

  • Todos direitos reservados (Copyright)

Denunciar conteúdo impróprio

Lista completa


Conteúdo sob Licença Creative Commons