Pernambuco Nação Cultural

Texto


Avançada

O mundo do poeta

Stratification

Descrição da Foto

Tunel do tempo do poeta

O movimento das palavras
num pequeno espaço a vagar,
o poeta tenta segurá-las,
pegar a frase no ar

No ar de seu mundo,
o mundo da imaginação,
que toca bem no profundo,
lá dentro do coração

e lá há uma fonte
onde ele deseja encontrar
a razão dos versos e a ponte
para os pensamentos ligar

O poeta é um solitário viajante,
um andarilho no túnel do tempo a entrar,
em busca do vocábulo interessante
num mundo mágico do ar,
ou no mundo mágico do mar,
mar de ideias para entoar
numa verdadeira busca incessante
procurando em diferente tempo e lugar
a poesia inspirada, para em melodia rimar

Rinaldo Pedro

Baixar em formato PDF

Versão para impressão

O que achou deste texto?

Gostei

506 recomendações
4108 acessos

5 comentários

Neste espaço não serão permitidos comentários que contenham palavras de baixo calão, publicidade, calúnia, injúria, difamação ou qualquer conduta que possa ser considerada criminosa. A equipe do portal Pernambuco Nação Cultural reserva-se o direito de apagar as mensagens.

  1. raimundo nonato medrado nascimento comentou:

    02.03.2010 - 18h11

    é isso mesmo amigo, o poeta é tudo isso e muito mais.
    só o poeta entende um poeta abraços.


    POETA RAIMUNDO NASCIMENTO

  2. Negreiros neto comentou:

    11.02.2014 - 10h55

    Parabéns pelo poema que retrata esse mundo mágico e imaginário do poeta.
    "O Poeta é um Título da mas alta nobreza, é dado ao matuto analfabeto e aos doutores da letra."
    Negreiros Neto

  3. Negreiros Neto comentou:

    26.02.2014 - 11h45

    Belo poema que revela esse mundo mágico da poesia
    "a poesia inspirada, para em melodia rimar"

  4. Rinaldo Pedro comentou:

    31.05.2014 - 09h11

    Obrigado companheiros poetas, Raimundo Nonato e Negreiros Neto, também concordo que o \"Poeta\" é um título \"do plebeu à realeza\"

  5. Negreiros Neto comentou:

    25.09.2015 - 14h03

    Caro amigo Rinaldo esse poema é uma fonte de inspiração e quando ela vem dou uma lida nele e tudo flui naturalmente. Esse "É de tirar o chapéu e perde a cabeça"









Esse conteúdo foi criado e postado por:

Rinaldo Pedro

Autorizado por:
Fundarpe

em 07.02.2010 às 11h05


Tags

arte e cultura, vida, poeta popular, poesia brasileira, rimas

Direitos autorais:

  • Atribuição-Uso Não-Comercial-Vedada a Criação de Obras Derivadas 2.5 Brasil
  • Atribuição-Uso Não-Comercial-Vedada a Criação de Obras Derivadas 2.5 Brasil
  • Atribuição-Uso Não-Comercial-Vedada a Criação de Obras Derivadas 2.5 Brasil
  • Atribuição-Uso Não-Comercial-Vedada a Criação de Obras Derivadas 2.5 Brasil

Denunciar conteúdo impróprio

Lista completa


Conteúdo sob Licença Creative Commons