Pernambuco Nação Cultural

Texto


Avançada

Desilusão

net

Descrição da Foto
Se o teu brilho é pouco
Então apaga de uma vez
Faz o que a escuridão pede
Entrega tua dor para alguém competente

Vai ao fundo do poço
Mina todo o teu ego e morre
Visita o inferno, descobre que não há nada pior
Que o que acumulas-tes

Impressões negativas
Decepções amorosas
Provocadas por quem não mais te admira
Por quem apenas te usou

Para cumprir alguns planos
Algo descartável se fez
Quando humano mostras-tes
Volta do inferno, forjada a máscara

Veste a frieza para ser forte
Bater sem sentir, se importar
Negar o outro, suas fraquezas
Com cinismo demonstrar franqueza

Vendes-te a alma, que se dane agora
Mesmo bonzinho, tanto faz tá sozinho
Nada é pior que destruir o que construiu
Com tanto amor que na realidade projetou

Baixar em formato PDF

Versão para impressão

O que achou deste texto?

Gostei

6 recomendações
1115 acessos

Neste espaço não serão permitidos comentários que contenham palavras de baixo calão, publicidade, calúnia, injúria, difamação ou qualquer conduta que possa ser considerada criminosa. A equipe do portal Pernambuco Nação Cultural reserva-se o direito de apagar as mensagens.









Esse conteúdo foi criado e postado por:

Fabio Lendarock

Autorizado por:
Ponto de Cultura CUCA Recife

em 22.04.2014 às 21h21


Tags

poesia, desilusão, fabio lendarock

Direitos autorais:

  • Atribuição-Uso Não-Comercial-Vedada a Criação de Obras Derivadas 2.5 Brasil
  • Atribuição-Uso Não-Comercial-Vedada a Criação de Obras Derivadas 2.5 Brasil
  • Atribuição-Uso Não-Comercial-Vedada a Criação de Obras Derivadas 2.5 Brasil
  • Atribuição-Uso Não-Comercial-Vedada a Criação de Obras Derivadas 2.5 Brasil

Denunciar conteúdo impróprio

Lista completa


Conteúdo sob Licença Creative Commons